Paul Washer - Casamento, o Principal Ministério





Deus o levará a um relacionamento com alguém, na maioria das vezes, que não é apenas incompatível com você, mas que é fraco - tremendamente fraco - exatamente nas áreas que você quer que essa pessoa seja forte. Agora, por que Deus faz isso? Eu te digo o porquê... lembre-se do nosso texto: Romanos 8:28 e 29. Qual é o objetivo, em tudo que Deus faz em providência para seus filhos? Para conformá-los à imagem de Cristo. Agora, quando você pensa na imagem de Cristo, quais são algumas das características que surgem automaticamente em nossa mente? Bem, para mim, três: Amor incondicional, misericórdia e graça. Se pegar essas três coisas que falei, você pode imitar Cristo nelas. É disso que eu me lembro: Amor incondicional, misericórdia e graça.

Agora, deixe-me fazer algumas perguntas. Como você aprenderá amor incondicional se você está casado com alguém que cumpre todas as condições? Pergunta… Como você aprenderá misericórdia, paciência, longanimidade, amabilidade, compaixão, se você está casado com alguém que nunca falha com você? Que nunca é duro com você? Que nunca peca contra você? Que nunca é lento para ignorar seu pecado e pedir perdão? Como você aprenderá “graça” ou “derramar seu favor” em alguém que não merece, se você é casado com alguém que sempre merece todas essas coisas boas? Você vê isso? Ouça-me, o propósito principal do casamento é que através do seu casamento, você se torna conforme a imagem de Jesus Cristo. 

Casamento, eu creio, é o maior instrumento de santificação. Você é casado com uma pessoa que não atinge todas aquelas condições, para que você possa aprender “amor incondicional”. Você é casado com uma pessoa que precisa de misericórdia, então você aprende a concedê-la. Você é casado com uma pessoa que não merece. Então você aprende a dar-se por aquela pessoa que não responde apropriadamente, então você se torna “como” o Deus que você adora. Veja, você adora a Deus por essas coisas, mas não quer dar isso a outros! Você adora a Deus pela “graça”... mas trata sua esposa de tal maneira como se ela não precisasse disso. Você adora a Deus por seu “amor incondicional”, mas você fica irritado com sua esposa quando ela não atinge suas exigências. Percebeu?

Fonte e Transcrição: Deborah Ferreira de Moura
0 Comentários

0 comentários: